Polícia Nacional reitera apelo a encarregados de educação

Sub-Inspector, Euler Matari (Foto: Angop/Arquivo)

Os encarregados de educação e tutores de menores, foram terça-feira, aconselhados pelo Comando Provincial de Luanda Polícia Nacional (PN) no sentido de incidirem maior rigor e controlo sobre os seus educandos, no que concerne a frequência em alguns lugares públicos.

De acordo com o oficial de informação do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da corporação, sub-inspector Euler Matari, é importante que os educadores saibam quais os locais por onde andam os seus filhos e com quem frequentam, os horários que se recolhem para os aposentos, no intuito de se evitar situações ilícitas no ceio familiar.

Deu a conhecer que nas últimas 24 horas na capital do país, a polícia registou a detenção de 42 cidadão suspeitos de cometerem acções delituosas, com realce para um por posse e comercialização de estupefaciente (Liamba), igual número, encontrado com documentos falsos, três apanhados com arma de fogo e dez detidos em estado de embriagues durante a condução.

Das mãos dos supostos marginais, segundo o oficial, foram retiradas sete armas de fogo, diversos utensílios de uso doméstico, tendo adiantado que ao Tribunal, a corporação encaminhou um cidadão por tentativa de suborno aos agentes da ordem, 13 encontrados embriagados e a conduzirem, julgados e condenados em 60 dias de prisão, convertidos na multa de 34 a 241 mil e 920 kwanzas.

No capítulo da segurança rodoviária, deu a conhecer que a polícia registou cinco acidentes de viação, com dois mortos, seis feridos e danos matérias avaliados em mais de 900 mil Kwanzas.

Adiantou que a polícia apreendeu 30 viatura, 61 motorizadas por diversas infracções ao Código de Estrada e aplicou 165 multas.

Já o terminal 113 registou 98 solicitações para intervenções em situações de desordem pública, confirmou.

Com uma população estimada em mais de seis milhões de habitantes fazem parte desta província os municípios de Luanda, Cazenga, Cacuaco, Viana, Belas, Icolo e Bengo e Quiçama. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA