Perspectiva de vitória de Trump derruba mercados

(DR)

Os resultados favoráveis ao candidato republicano Donald Trump na corrida para a Casa Branca derrubam os mercados nos Estados Unidos e na Ásia nesta quarta-feira.

Em Nova York, o índice ampliado S&P 500 perdia mais de 4% ou 85 pontos, enquanto o Dow Jones recuava 630 unidades ou 3,42%, revelando a forte preocupação dos mercados sobre as perspectivas económicas.

Wall Street havia fechado em alta na terça-feira, no rastro de pesquisas favoráveis à candidata democrata, Hillary Clinton.

Em Tóquio, a Bolsa de Valores, que iniciou o pregão em alta moderada nesta quarta-feira, perdia quase 5% no princípio da tarde, influenciado pela alta possibilidade de vitória de Trump.

O índice Nikkei 225 recuava 4,87% ou 836,69 pontos, a 16.334,69 unidades, minutos após o início do segundo período de pregão.

Hong Kong perdia 2,3%, Xangai, 0,7%, Sidney, 2,4%, Seul, 2,8%, Singapura, 1,4%, e Mumbai, 6%.

O iene e o euro dispararam diante do dólar no final da manhã em Tóquio, com a moeda americana valendo 101,46 ienes, contra 105,47 antes dos resultados favoráveis ao republicano. O euro era cotado a 1,1222 dólar, contra 1,0989 dólar.

O peso mexicano desabou à medida em que os resultados mostravam Trump com desempenho superior ao de Hillary Clinton.

A moeda, barómetro da opinião dos mercados nas últimas semanas, era cotada por volta das 03H00 GMT (04H00 Luanda) a 20,3195 pesos por dólar, contra 18,1634 pesos um pouco antes.

“Apertem os cintos, será uma viagem agitada”, disse Chad Morganlander, operador da Stifel, Nicolaus & Co. “Os investidores se moverão de maneira caótica até que tudo esteja claro”.

Neste contexto, o ouro subiu a 1.323,17 dólares a onça, contra 1.268,30 dólares no início do pregão na Ásia. Os investidores também se precipitaram para o mercado da dívida: o rendimento dos bónus do Tesouro americano a 10 anos retrocedeu a 1,729%, contra 1,867% horas antes.

O petróleo também cedia. Às 02H30 GMT, o barril do “light sweet crude” recuava 1,67 dólar, a 43,31 dólares, enquanto o Brent do Mar do Norte para entrega em janeiro cedia 1,46 dólar, a 44,58 dólares. (Afp)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA