Moxico: PCA da Sonangol inaugura infraestruturas escolares no Luena

Moxico: PCA da Sonangol, Director Adjunto da Total Angola e a Vice-Governadora do Moxico, procedem ao corte da fita inaugural do Centro de Formação Feminino (Foto: David Dias)

Um complexo integrado de formação do ensino geral e técnico – profissional, com capacidade para albergar 720 estudantes, foi hoje, no Luena, inaugurado pela Presidente do Conselho de Administração da Sonangol, Isabel dos Santos.

De iniciativa da Diocese de Luena e financiado pela Sonangol e parceiros, o complexo integrado possui um centro de Formação feminina nos cursos de corte e costura, decoração, pastelaria e culinária, e uma escola para o I ciclo do ensino secundário, igualmente destinada a meninas.

O Centro de Formação Feminina foi baptizado com o nome de Galika e a escola passa a chamar-se por Delfin Edgar da Silva”. A infraestrutura possui ainda biblioteca, laboratório de informática e casa de apoio das madres ao centro.

Na mesma ocasião, foi ainda lançada, pela PCA da Sonangol e do director Adjunto da Total Angola, a primeira pedra para construção do internato do centro Galika, correspondendo à 2ª fase, enquanto que a terceira culminará com a construção de uma capela e quadra polidesportiva.

O centro integrado está implantado numa área de 16 hectares, construído durante um ano e sete meses e localiza-se a oito quilómetros do extremo norte da cidade do Luena, capital provincial.

Na cerimónia de entrega do estabelecimento de ensino, a PCA da Sonangol reafirmou que a instituição vai continuar a apoiar projectos do género para contribuir no desnevolvimentgo educacional das crianças e no aumento de infraestruturas escolar.

Reconheceu que o centro integrado tem a particular atenção de apoiar meninas vulneráis das comunidades periféricas do Moxico, o que é importante para motivar a não desistir quando atingem a fase da adolescência e no futuro se tornarem em quadros aporveitaveis para a província o país.

Já o director-adjunto da Total E&P Angola, empresa petrolífera que apoiou parte do projecto, Pedro Ribeiro, disse que a instituição, dentro do âmbito social, apoia iniciativas que visam desenvolver a educação e outros sectores sociais, ajudando o governo angolano a inserir crianças nas escolas.

Solicitou aos beneficiários a preservarem o imóvel, tratando-a como ferramentea fundamental na educação de todos.

Já o Vigário diocesano do Luena, Emílio Cavavo Dala, agradeceu o apoio da Sonangol e seus parcerios que tornaram o sonho das crianças das comunidades rurais da província realizável.

“A iniciativa nasceu como projecto, resultado de uma experiencia vivida e sentida durante as nossas visitas pelas comunidades mais recônditas do Moxico, onde formos constatando o drama das raparigas adolescentes com filhos e nem era para uma realização educa e profícua. Deparamo-nos com mães adolescentes com filhos sem registos de nascimento, tudo porque não sabia a quem impugnar a responsabilidade paterna ou porque o suposto pai da criança não assumia a paternidade”, detalhou o prelado católico.

O acto foi ainda testemunhado pela vice-governadora para o sector político e social, Adriana Sofia Cacuassa Bento, administrador municipal do Moxico (sede), Bento Luembe Paulino, membros do governo e do conselho de administração da Sonangol, beneficiários, população, entre outros. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA