Minint aposta na melhoria das condições de habitabilidade dos reclusos

António Joaquim Fortunato - Diretor Nacional dos Serviços Prisionais (Foto: Lino Guimarães)

O director-geral do Serviço Penitenciário, António Joaquim Fortunato, realçou nesta sexta-feira, em Tel Viv, Estado de Israel, a adopção de novas estratégias funcionais que se reflectem na melhoria das condições de habitabilidade dos reclusos no país.

O comissário prisional-principal garantiu que, apesar das dificuldades financeiras que o país atravessa, tudo está a ser feito para que o sistema prisional angolano alcance níveis internacionalmente aceites.

O responsável falava no final duma visita efectuada à uma cadeia de alta segurança na cidade de Elat, Sul de Israel, onde inteirou-se dos aspectos organizativos desta instituição correccional.

Notou que a visita serviu para colher experiências que podem ser adaptadas ao sistema prisional angolano.

“Com este acto iniciamos uma nova fase de cooperação com o Estado de Israel, sendo que as experiências aqui colhidas podem ser adaptadas ao nosso sistema prisional. Não estamos muito longe do que vimos, falta-nos alguns recursos para concluirmos o processo de digitalização no sector”, expressou.

António Joaquim Fortunato integra uma comitiva chefiada pelo ministro do Interior, Ângelo de Barros Veiga Tavares, que participa na Conferência Internacional sobre Segurança Pública, que decorre na segunda maior cidade de Israel, Tel Viv.

A Conferência Internacional sobre Segurança Pública reúne especialistas de segurança de vários países, para a troca de experiências em matéria de prevenção e combate ao terrorismo e protecção de infra-estruturas estratégicas.

O ministro do Interior é acompanhado do comandante-geral da Polícia Nacional, comissário-geral Ambrósio de Lemos, e de altos funcionários do sector. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA