Memorando vazado é “documento não solicitado” sem crédito, diz porta-voz do governo britânico

Uma jovem contra o resultado do Brexit em 23 de junho de 2016 (afp_tickers)

O documento vazado que sugere que o Reino Unido não tem uma estratégia geral para deixar a União Europeia é um “documento não solicitado” escrito por um indivíduo para a empresa de consultoria Deloitte, disse uma porta-voz da primeira-ministra Theresa May nesta terça-feira.

O porta-voz da Deloitte não quis fazer um comentário imediatamente.

“É um documento não solicitado que não tem nada a ver com o governo. Não foi comissionado pelo governo, foi produzido por um indivíduo de uma empresa externa de consultoria que não estava trabalhar para o governo”, disse a porta-voz aos jornalistas, dizendo que o mesmo “não tem crédito”.

Ela afirmou que o governo não reconheceu as preocupações que o documento levantou e disse que cabia à “Deloitte responder do que se tratava”. Ela acrescentou: “Parece que essa é uma empresa divulgando seus negócios, agora ajudada pela média.” (Reuters)

por Elizabeth Piper

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA