Lucros antes de impostos do HSBC caem 86% no terceiro trimestre

(Negocios)

Excluindo itens extraordinários, os lucros do banco britânico aumentaram 7% para 5,6 mil milhões de dólares, acima das estimativas dos analistas. As acções do HSBC valorizam mais de 4%.

Os lucros antes de impostos do HSBC desceram 86% no terceiro trimestre deste ano, período em que o banco britânico registou perdas de 1,7 mil milhões de dólares (cerca de 1,5 mil milhões de euros) com a venda da sua unidade brasileira. Os resultados foram ainda penalizados pelas taxas de câmbio.

Segundo os dados revelados esta segunda-feira, 7 de Novembro, os lucros antes de impostos totalizaram 843 milhões de dólares (cerca de 756 milhões de euros), muito abaixo dos 6,1 mil milhões de dólares registados no mesmo período do ano passado.

Os números ficaram abaixo das previsões dos analistas compiladas pelo banco, que apontavam para lucros antes de impostos na ordem dos 2,45 mil milhões de dólares.

No entanto, excluindo itens extraordinários, os lucros ajustados antes de impostos aumentaram 7% entre Julho e Setembro para 5,6 mil milhões de dólares, impulsionados pelo crescimento das receitas.

Neste caso, o valor supera as estimativas dos analistas consultados pela Bloomberg, que antecipavam um total de 5,29 mil milhões de dólares.

Segundo a Reuters, o banco explicou, na apresentação dos resultados, que as principais diferenças entre os lucros reportados e ajustados são os custos de conversão de moeda estrangeira, e itens significativos, incluindo os resultados operacionais da sua unidade brasileira, bem como as perdas reconhecidas na sua alienação.

O HSBC é o último dos grandes bancos britânicos a apresentar as suas contas do terceiro trimestre, depois de o Lloyds, Barclays e RBS terem superado as estimativas, no rescaldo do referendo que deu vitória ao Brexit.

Depois de seis sessões consecutivas de perdas, os títulos do HSBC estão a valorizar 4,25% para 620,10 pence. (Negocios)

por Rita Faria

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA