Líderes europeus e Obama vão discutir em Berlim sanções contra Rússia, dizem fontes

Obama chega a aeroporto em Berlim. 16/11/2016. (REUTERS/Fabrizio Bensch)

Líderes europeus e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, vão discutir na sexta-feira a extensão das sanções contra a Rússia por conta da intervenção do país na Ucrânia e possíveis novas sanções pelo bombardeio russo na Síria, afirmaram fontes familiares com o tema.

A reunião em Berlim, que tem como anfitriã a chanceler alemã, Angela Merkel, e inclui líderes do Reino Unido, França, Itália e Espanha, se dá pouco mais de uma semana depois da vitória de Donald Trump na eleição presidencial norte-americana.

Trump tem indicado que buscará se reaproximar da Rússia, gerando dúvidas na Europa sobre o futuro do regime de sanções iniciado por Washington e Bruxelas em 2014 depois da intervenção russa no leste da Ucrânia.

Uma autoridade alemã declarou que o plano era acordar um prolongamento das sanções da União Europeia contra a Rússia, que estão previstas para terminar no fim de Janeiro, nas próximas semanas.

Há a preocupação de que Trump tome rumo contrário depois da sua posse em 20 de Janeiro. Líderes europeus vão então buscar esclarecimentos com Obama, que se encontrou com Trump na semana passada e disse depois que o presidente eleito manteria relações globais chaves, incluindo com a Otan. (Reuters)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA