Huila: Juventude deve acompanhar dinâmica de desenvolvimento do país

Jovens Trabalhadores ajudam no crescimento do País nos seus locais de trabalho (Foto: Pedro Parente)

A actual fase que o país atravessa exige da juventude maior entrega e contribuição na execução dos programas do Executivo para o desenvolvimento social, político, económico e cultural, afirmou, sexta-feira, o administrador do Lubango, Francisco Barros, durante o acto local que marcou as celebrações dos 41 anos da independência nacional.

O responsável sublinhou que a juventude deve, em primeiro lugar, apostar na sua formação académica e técnico-profissional, porquanto é a força motriz da sociedade.

“Esta franja não deve viver na base do imediatismo, mas, sim, à luz do conhecimento e de ideias capazes de gerar projectos e programas exequíveis e aptos para ajudar no crescimento do pais. Isto implica que os jovens se insiram na vida activa para poder participar neste processo”, disse.

Defendeu a preservação histórica da independência nacional, por ser um feito conseguido com muito sacrifício e com o derramamento de sangue de muitos patriotas angolanos, cujo processo iniciou a 4 de Fevereiro de 1961.

Realçou ainda a perspicácia e visão do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, que permitiu a conquista da paz e, com ela, se iniciasse a trilhar, há 14 anos, os caminhos da reconstrução e o desenvolvimento nacional para o bem-estar dos cidadãos. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA