Huambo: Bombeiros registam morte de 31 pessoas devido as chuvas

Chuvas provocam danos no Huambo (Foto: Angop)

Trinta e uma pessoas morreram e outras 36 ficaram gravemente feridas na província do Huambo, durante os últimos três meses, em consequência das intensas chuvas, informou, quarta-feira, o comandante dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros da região, sub-comissário bombeiro João Tchissengue.

Falando no acto de abertura da Semana Nacional de Prevenção, no quadro 35º aniversário da fundação dos Bombeiros, o responsável disse que as chuvas, acompanhadas de fortes ventos e descargas eléctricas, destruíram também 456 residências.

No mesmo período, informou, a instituição desencarcerou 15 cidadãos falecidos por acidentes de viação e 72 feridos graves, bem como registou 176 incêndios de pequenas proporções, que resultaram em danos avaliados em 4 milhões e 439 mil e 400 kwanzas.

“As calamidades naturais têm, nos últimos dias, atingindo negativamente os mais desfavorecidos, impondo a necessidade de se fazer mais no campo preventivo”, expressou.

Por isso, o oficial sugeriu que, nesta Semana Nacional de Prevenção, deve-se intensificar a divulgação de mensagens de sensibilização para que a população acate os conselhos sobre a necessidade de se evitar a construção de residências em zonas de risco.

A Semana Nacional de Prevenção, que decorrer sob o lema “Com espírito patriótico, bombeiros presentes na redução de riscos de desastres”, contempla a realização de palestras sobre a prevenção de acidentes nas escolas. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA