Guiné-Bissau: Mulheres torturam adolescente que recusou casar

Cartaz de uma campanha contra o casamento de adolescentes (Voa)

Um grupo de 16 mulheres do sector de Bedanda, região de Tombali, no Sul do país, está detido, acusado de torturar uma adolescente que recusou casar.

As acusadas aguardam julgamento em Buba.

A adolescente torturada, provavelmente de 17 anos, teria negado casar com um familiar de uma das 16 mulheres.

Butum-Sum Na Kidanké, representante desse grupo confirma o facto, mas argumenta que a vítima quebrou a tradição das mulheres da etnia balantas.

A adolescente torturada foi resgatada esta quarta-feira e já se encontra em Bissau.

Os casamentos prematuros são frequentes na África subsariana. As meninas sujeitas a isso perdem oportunidades de educação e a sua saúde é colocada em risco. (Voa)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA