Girabola2016: Castigo federativo impede Kabuscorp de ter treinadores no banco

Kabuscorp do Palanca (Foto: Lucas Neto)

A equipa técnica do Kabuscorp do Palanca está impedida de se sentar no banco dos suplentes até que a direcção do clube resolva as questões financeiras com antigos treinadores da agremiação, noticia o Jornal de Angola (JA), na sua edição de hoje.

A decisão saiu de uma reunião ordinária do Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Futebol (FAF), realizada terça-feira passada na sede do órgão reitor da modalidade, para analisar as queixas contra o Kabuscorp do Palanca.

Segundo a publicação, que não adianta mais pormenores sobre o assunto, os técnicos em causa são Miller Gomes, Zoran Macki, Mateus Agostinho “Bodunha”, Adilson Gomes e Luís Cruz.

Com esta decisão, a equipa técnica dos palanquinos estão proibidos de permanecer na zona do jogo, balneário e área de aquecimento.

Na ronda anterior, disputada no final de semana, no Estádio Nacional de Ombaka, onde o conjunto do Kabuscorp perdeu diante da Académica do Lobito, por 1-2, o técnico Romeu Filemon orientou a equipa a partir dos camarotes do estádio do Buraco.

Por este motivo, o Kabuscorp do Palanca volta a não ser orientado pelo seus treinadores a partir do banco de suplentes, na recepção ao Progresso da Lunda Sul, nesta sexta-feira, às 15h30, no Estádio Municipal dos Coqueiros, em Luanda, a contar para a abertura da 30ª e última jornada do Campeonato Nacional de futebol da primeira divisão (Girabola2016).

O Kabuscorp do Palanca ocupa a quarta posição da tabela classificativa, com 46 pontos. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA