Forças de segurança senegalesa espancam deputado guineense na fronteira

(AP)

O deputado pelo círculo da África e Europa, Leopoldo da Silva, foi espancado na quarta-feira, 24, e detido, por várias horas, em MPack, na fronteira norte entre a Guiné-Bissau e o Senegal.

O deputado foi detido pelos agentes da Polícia de Migração e Fronteiras do Senegal com o apoio de um grupo de militares senegaleses.

A informação foi avançada à radio privada Capital- FM pelo próprio Leopoldo da Silva que já se encontra em liberdade e sob cuidados médicos na capital, Bissau.

Silva disse que tudo aconteceu quando travou uma discussão com os agentes que teriam exigido a um estudante guineense no Senegal que pagasse dois mil francos Cfa no posto de controlo da fronteira entre os dois países.

Na opinião do parlamentar, este facto violaria as regras de circulação de bens e serviços no espaço da CEDEAO.

O Presidente da Assembleia Nacional Popular, Cipriano Cassamá, convocou de emergência o embaixador do Senegal na Guiné-Bissau para pedir uma explicação sobre o ocorrido.

Até agora, não há qualquer reacção das autoridades guineenses. (Voa)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA