Estudo faz novas descobertas sobre asteróide que matou os dinossauros

Estudo faz novas descobertas sobre asteróide que matou os dinossauros (Yahoo)

O mundo continua fascinado pelos dinossauros, mesmo sessenta e seis milhões de anos após a sua extinção. Graças a um estudo recente aumentamos o nosso conhecimento a respeito do asteróide que os matou – e as novas informações são surpreendentes. O estudo, publicado na revista Science, descobriu que o asteróide associado à extinção destas criaturas provavelmente transformou a superfície da Terra em líquido quando atingiu nosso planeta 66 milhões de anos atrás.

A força do asteroide era tão intensa que a superfície dura do planeta começou a se mover para frente e para trás como um líquido. Em questão de minutos o asteroide também abriu uma fenda de 96 quilômetros de largura e fez com que pedras fossem lançadas para cima, atingindo alturas equivalentes ao dobro do Monte Everest, de acordo com o NPR.

Um dos aspectos mais impressionantes destas descobertas é a rapidez com a qual o planeta foi alterado, de forma irreversível. “Tudo isso aconteceu numa questão de minutos, o que é algo assombroso,” disse a pesquisadora Joanna Cole ao BBC News.

Aparentemente a morte dos dinossauros foi muito mais dramática do que poderíamos imaginar. (Yahoo)

por Caitlin Flynn

Hello Giggles

DEIXE UMA RESPOSTA