“Eleição Trump representa um risco” para a relação entre Estados Unidos e Europa

Jean-Claude Juncker (Fredrick Florin/AFP/Getty Images)

Observações do presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, refletem o choque e preocupação generalizada entre os europeus, depois de Trump, entre os aspetos ter elogiado o presidente russo, Vladimir Putin, e questionado os acordo coletivos de defesa ao abrigo da NATO.

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, mostrou-se hoje preocupado com a eleição de Donald Trump para a presidência dos Estados Unidos.

A eleição de Trump representa um risco para as relações intercontinentais entre , na sua fundação e na sua estrutura “, disse Juncker.

As observações de Juncker refletem o choque e a preocupação, generalizada, entre os europeus, depois de Trump, entre outros aspetos, ter elogiado o presidente russo, Vladimir Putin, e questionado os acordos coletivos de defesa ao abrigo da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO).

Mas os comentários do presidente da Comissão contratam com outras reações, mais diplomáticas, de líderes europeus que se mostraram expectantes para trabalharem com o presidente republicano.

Juncker alertou, novamente, para as consequências “perniciosas” das declarações do milionário norte-americano sobre política de segurança. E também lembrou que Trump deu a entender que acha que a Bélgica, que abriga a sede na União Europeia e da NATO, era uma cidade.

“Vamos precisar de ensinar o presidente eleito o que é a Europa e como funciona”, disse, reforçando que os norte-americanos, geralmente, não têm qualquer interesse no Velho Continente.

“Acho que vamos perder dois anos antes do senhor Trump “viajar” pelo mundo que ele não conhece”, disse o líder europeu que, já ontem tinha levantado dúvidas sobre a visão de Trump em matéria de comércio mundial e políticas de segurança e clima. (Tvi24)

DEIXE UMA RESPOSTA