Cunene: Adesão ao registo eleitoral mostra compromisso do cidadão com país

Retrato de cidadãos a procederem o registo eleitoral. (Foto: Angop/Arquivo)

A adesão dos cidadãos ao processo de actualização do registo eleitoral, tendo em vista as eleições gerais previstas para 2017, mostra o compromisso com a paz social e política no país, disse hoje, quinta-feira, em Ondjiva, Cunene, o sociólogo Marcelino dos Santos.

Ao falar à Angop sobre a democracia e cidadania, o académico sublinhou que cumprir com os deveres cívicos e de cidadania é responder sempre de forma positiva as actividades promovidas pelo Estado de obrigação colectiva.

Todos os cidadãos com capacidade eleitoral devem ocorrer aos postos de registo quer seja para actualização e efectuar novos cadastramento, frisou o sociólogo.

Marcelino dos Santos disse que só através do registo eleitoral é que o cidadão poderá estar habilitado para exercer o seu direito de voto, escolhendo os seus governantes e participando activamente na vida do país.

O sociólogo apelou a necessidade dos cidadãos continuarem a desenvolver a cultura democrática e colectiva para melhor contribuir no progresso socioeconómico do nosso país.

A primeira fase do registo eleitoral iniciou a 25 de Agosto do ano em curso e vai até 20 de Dezembro de 2016, e a segunda fase obedece a um calendário de 5 de Janeiro a 31 de Março do próximo ano. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA