Cuanza Norte: Aberto livro de condolências pela morte de Fidel Castro

Cuanza Norte: Vice-governador provincial, José Alberto Quipungo, no acto de abertura do livro de condolências pela morte de Fidel CastroFoto: Diniz Simão

Um livro de condolências pela morte de Fidel Castro, líder da revolução e antigo presidente de Cuba, foi aberto na tarde de hoje, domingo, na residência da missão médica cubana na província, em Ndalatando, província do Cuanza Norte.

O acto iniciou com a assinatura do livro pelo vice-governador do Cuanza Norte para a área política e social, José Alberto Quipungo, seguindo-se o responsável da missão cubana na província do Cuanza Norte, Ariel Peña Perez e membros do governo da província.

Também renderam homenagem os membros da comunidade cubana residente no Cuanza Norte, entidades políticas, religiosas, da associação dos ex-estudantes angolanos bolseiros em Cuba, entre outros.

Na sua nota de condolências, o vice-governador do Cuanza Norte para a área política e social, José Alberto Quipungo, escreveu que foi com profunda dor e consternação que o governo da província tomou conhecimento da morte do “El comandante”.

Acrescenta que Fidel Castro é e será sempre para os angolanos o comandante-em-chefe da “Revolução Cubana” bem como pelo seu contributo pela consolidação da independência nacional.

O livro de condolências permanecerá aberto até terça-feira próxima, para permitir as pessoas, que assim o desejarem, expressar a sua consternação e render tributo ao líder histórico da revolução cubana, segundo disse o responsável da missão cubana na província do Cuanza Norte, Ariel Peña Perez. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA