Cuando Cubango: OMA sensibiliza mulheres a desenvolverem projectos inovadores

Cuando Cubango: Rosa Cacuhu - Primeira secretária da OMA na província (Foto: Armando Morais)

A primeira secretária da Organização da Mulher Angolana (OMA) no Cuando Cubango, Rosa Cacuhu, iinformou, nesta segunda-feira (dia 21), que a organização tem vindo a sensibilizar e a incentivar as mulheres a continuarem a desenvolver projectos inovadores que contribuem para a diversificação da economia nacional e promover o empreendedorismo no seu seio.

Rosa Cacuhu, que falava na abertura da II reunião Ordinária e o seminário provincial metodológico da OMA, salientou que esta organização feminina vai continuar a ser uma estrutura dinâmica, forte e coesa, desenvolvendo um papel importante junto dos militante e das mulheres, em geral, e promover acções de esclarecimentos sobre a situação económica e financeira do país.

Para a responsável, a OMA deve focar-se também em acções que estimulam o conhecimento.

Rosa Cacuhu espera que a mulher possa assumir um protagonismo cada vez maior na sociedade, desenvolvendo iniciativas que estimulem a participação política das mulheres nas acções a volta da execução dos programas de apoio à mulher rural.

Disse ser imperioso trabalhar na consolidação do processo de emancipação da mulher angolana e da promoção da igualdade de género, especialmente no concernente à ocupação de cargos de responsabilidade política.

Sublinhou ser importante reforçar o trabalho de formação e de capacitação politica e ideológica das mulheres da organização, especialmente para as novas militantes.

A primeira secretária da OMA no Cuando Cubango advogou, na ocasião, a realização de campanhas de educação cívica e manifestações de repúdio contra todas tentativas que possam por em causa a paz, a estabilidade social e a unidade nacional, assim como condenar todos os actos de instabilidade e tensão no território nacional.

O seminário, que está abordar assuntos relacionados com as acções que devem ser levadas a cabo no âmbito da preparação das próximas eleições gerais de 2017, questões organizações da instituição, entre outros assuntos, tem o seu fim previsto para esta terça-feira, em Menongue. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA