Criança de 8 anos engorda 11 kg para doar medula ao pai com leucemia

Chinês teve de parar a prática de desportos (Foto: Reprodução)

O chinês Cao Yinpeng, de 8 anos, tem planos lindos pela frente. Um deles, viajar com seu pai, Cao Lei, para a Austrália, já estava programado quando teve de ser adiado, já que o garoto aceitou uma missão importantíssima.

Pouco antes viajarem, o pai sentiu um desconforto e procurou os médicos. O diagnóstico foi terrível: leucemia em estágio avançado e seis meses de vida se ele não fosse submetido a um transplante de medula óssea.

A família procurou um doador compatível no sistema de saúde chinês, mas não encontrou. A última esperança era buscar alguém entre os próprios parentes, mas a tarefa também não era fácil.

Por conta da lei chinesa, que permite apenas doação de pessoas entre 18 e 45 anos e com pelo menos 45 kg, o homem não podia receber medula dos seus pais, muito velhos, e filho, muito novo.

INICIATIVA DO FILHO

Yinpeng, mesmo sem poder doar de forma espontânea, se ofereceu. O primeiro problema: engordar 11 quilos. O segundo foi mais fácil: conquistar uma autorização formal da mãe, que não colocou dificuldade e aceitou de pronto.

A partir da permissão da mãe, iniciou-se uma força-tarefa para auxiliar o menino, que passou dois meses comendo mais do que o normal e ficou sem praticar desportos, inclusive tendo de abrir mão de competições.

Como resultado, Yinpeng passou de 35 para 46 quilos, o que fez com que seu corpo tivesse sangue suficiente para fazer a doação. Então, foi preciso vender o apartamento da família para conseguir pagar a operação.

Depois da batalha, o transplante foi realizado em Julho. Segundo informações de jornais chineses, o pai continua em recuperação.

Agora vem outra luta difícil para a família, que terá de levantar o dinheiro necessário para pagar o restante do tratamento. (Yahoo)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA