Condição física ajuda militares cumprir missões

Silviano Saturnino "Kianda" - Secretário de Estado da Defesa (Foto: Alberto Julião)

A boa condição física, ajuda os militares a cumprir as suas missões, particularmente nos teatros de combate, reconheceu, nesta terça-feira em Luanda, o Secretário de Estado da Defesa para os recursos materiais e infra-estruturas, Salviano Serqueira “Kianda”.

O responsável teceu tais considerações, quando procedia à abertura, da 33ª Assembleia do CISM Regional/ESALO, em representação do Ministro da Defesa Nacional, João Manuel Lourenço.

Disse igualmente que a boa condição física não se cinge apenas, às especialidades de infantaria e das artilharias cujas exigências do esforço físico e desempenho intelectual são maiores, mas também, noutras especialidades, mesmo daqueles de maior pendor tecnológico e científico.

Para si, as distintas modalidades desportivas, tais como, o futebol, basquetebol, voleibol e outras de especialidade militar, não “só ajudam a tornar sã a mente dos militares”, como também ajudam a aguçar a inteligência e a intuição destes, pelo que urge o seu incentivo nas unidades militares, nas escolas e academias militares.

Por esta razão, exortou a valorização, no âmbito da pedagogia militar, ensino e a prática do desporto militar, cujos efeitos positivos não têm apenas finalidade militar, mas também ajudarem a formar cidadãos íntegros, física e intelectualmente.

Recordou que, Angola desde a sua adesão ao Conselho Internacional do Desporto Militar (CISM) em Maio de 1991, em Arusha, República da Tanzânia, em consequência da sua localização geográfica, tornou-se na mesma ocasião, membro apêndice regional da organização, ou seja, o Gabinete de ligação D’África Leste/Sul (ESALO).

Reconheceu por outro lado, que volvidos 14 anos de paz efectiva, Angola atingiu em diversos quadrantes, um nível de desenvolvimento notável, e o mesmo se pode verificar em relação ao desporto, com maior destaque, nas modalidades de basquetebol e o andebol, o que considerou maior orgulho para o país.

Nesta 33ª Assembleia do CISM Regional-ESALO, Angola vai assumir a Presidência desta Organização para o período 2016/2020, depois de ter sido assumida pela Namíbia.

Presenciaram o acto, o secretário de Estado para a politica de Defesa Nacional, o Chefe-Estado Maior General das FAA, Inspector geral de Defesa Nacional, a presidente cessante da Namíbia, coronel Rinette Hulme, oficiais generais de Angola e da Namíbia e convidados. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA