Breve encontro entre Putin e Obama à margem da cúpula da Apec

Breve encontro entre o presidente russo, Vladimir Putin, e seu colega americano, Barack Obama, à margem da cúpula da Apec, em 20 de Novembro de 2016 em Lima (Afp)

O presidente russo, Vladimir Putin, e seu colega americano, Barack Obama, encontraram-se brevemente neste domingo em Lima à margem da cúpula do Fórum de Cooperação Económica Ásia-Pacífico (Apec), anunciou o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

Ambos conversaram por alguns instantes, deram um aperto de mão e depois participaram de uma reunião com os outros líderes dos países da Apec, constatou um jornalista da AFP.

“Eles se cumprimentaram no início da reunião e conversaram brevemente”, disse Peskov, citado por agências de notícias russas.

Mais tarde, uma fonte da Casa Branca disse que “sobre a Síria, o presidente destacou a necessidade de que o secretário (de Estado, John) Kerry e o ministro das Relações Exteriores (Sergei) Lavrov dêem continuidade às iniciativas, junto com a comunidade internacional, para reduzir a violência e aliviar o sofrimento do povo sírio”.

Desde a retomada dos ataques contra a cidade síria de Aleppo, na terça-feira, 107 pessoas morreram, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, e escolas e hospitais fecharam as suas portas.

O enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, advertiu neste domingo que o “tempo está acabando” em Aleppo, e expressou a “indignação internacional” com os bombardeamentos do regime sírio contra as zonas da cidade controladas pelos rebeldes.

A Rússia, que actua na Síria há um ano em apoio ao regime, não participa nos bombardeamentos desta semana contra o leste de Aleppo e concentra seus ataques aéreos na província de Idleb, controlada por uma aliança de rebeldes e jihadistas.

Moscovo e Damasco esperam retomar na totalidade a cidade de Aleppo antes da posse de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos, no dia 20 de Janeiro.

Os líderes das 21 economias da Apec iniciaram neste domingo seu último encontro com a directora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, para discutir os desafios da economia global.

Sua reunião anual, que começou sexta-feira na capital peruana, terminará com a adopção de uma declaração final.

Esta declaração vai reiterar o compromisso dos países de ambos os lados do Pacífico para continuar a sua integração económica através da remoção de barreiras comerciais.

Obama encerrará em Lima sua última viagem oficial ao exterior de sua presidência de oito anos, com uma colectiva de imprensa após os acordos. (Afp)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA