Bombeiros em Luanda registam duas mortes por afogamento no fim-de-semana

Mergulhadores do projecto praias seguras de Angola (Arquivo) (Foto: Pedro Parente)

O comando de Luanda do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros (SNPCB) registou no fim-de-semana, a morte de dois adultos por afogamento nos distritos urbano da Ingombota e município de Cacuaco.

O porta-voz dos bombeiros, Faustino Minguês, em declarações à Angop, afirmou que os mergulhadores do projecto Praias Seguras de Angola retiraram do mar, ainda com vida, uma mulher de 30 anos idade, numa das praias da Ilha do Cabo, tendo acabo de morrer no trajecto para uma unidade hospitalar.

Já no Cacuaco o corpo de um outro jovem de 19 anos de idade foi retirado de um reservatório de água subterrâneo (tanque) de dez mil litros.

De acordo com o responsável, os bombeiros foram ainda chamados para apagar seis incêndios originados por curto-circuito e negligência, tendo afectando os sectores habitação e energias.

Os incêndios ocorreram nos distritos urbanos da Ingombota, Rangel e Kilamba-Kiaxi sem vítimas mortais, cujo valor dos prejuízos não foram revelados.

Nos outros serviços, os especialistas dos bombeiros procederam a aberturas de dez portas de apartamentos das centralidades do Sequele (Cacuaco), Kilamba (Belas), distritos do Kilamba-Kiaxi, Maianga e Rangel.

Ainda nas centralidades do Kilamba e Sequele foram efectuadas seis desencravamento de elevadores, motivado por cortes de energia eléctrica.

Para unidades hospitalares públicas e privadas foram evacuados 27 cidadãos, vítimas de patologias diversas a partir dos distritos urbanos Ingombota, Kilamba-Kiaxi, Sambizanga e Maianga, Icolo e Bengo, Cacuaco, Belas, Cazenga e Viana. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA