Benguela: Novos militantes ingressam no Mpla no Cubal

Arquivo: MPLA recebe novos militantes (Foto: JILMAR ENOQUE)

Trezentos e 27 novos militantes, dos quais 181 do sexo feminino, ingressaram nas fileiras do Mpla, sábado, na localidade de Kalungoluvi, povoação de Capupa, município do Cubal, província de Benguela, no âmbito do plano de crescimento e fortalecimento do partido para 2016/2017.

Na ocasião, os militantes prestaram juramento, manifestando o seu total e incondicional acordo com o programa e estatuto do Mpla e disponibilidade em todas as tarefas superiormente emanadas para o fortalecimento do partido, bem como se comprometeram a respeitar os princípios da democracia partidária, unidade de acção e de coesão interna, cumprir e fazer cumprir os princípios dos objectivos do Mpla, serem fiéis e pagar regularmente as quotas.

Falando no acto de ingresso de novos militantes, o segundo secretário municipal do Mpla no Cubal, Feliciano Kassandji considerou importante para a organização a incorporação de novos membros, com vista a dar resposta às necessidades que se impõem face aos desafios pelos quais o Mpla se propôs, aquando da sua fundação em 1956, para Angola e os angolanos.

Considerou que o militante deve ser patriota e capaz de emprestar o seu melhor em prol do partido e da nação, no que tange à construção de valores sociais e morais e cívicos a muito distorcidos por questões já conhecidas que dilaceraram o tecido económico e social do país, provocando a miséria, a nudez e a pobreza no eio das populações.

Avançou que, com o alcance da paz em 2002, o partido tem vindo a dar resposta a todas necessidades prementes das populações nos mais variados domínios da vida económica e social, razão pela qual vários empreendimentos como escolas, hospitais, estradas, pontes, barragens hidroléctricas, fontes de água, entre outros, foram erguidos um pouco por todo país com vista a proporcionar o bem-estar social.

Referiu que a economia fragilizada pela queda brusca do preço do petróleo constituiu o maior empecilho para que o Mpla e o executivo por si formado continuassem a levar a cabo acções direccionadas a mitigação da fome e da pobreza no seio da população, como previsto.

Felciano Kassadji apelou a população a manter-se firme aos ideais traçados pelo Mpla. Pressuposto este que deve ser evidenciado no registo eleitoral para que os cidadãos estejam habilitados a exercer o direito do voto em 2017 e assim conduzir o Mpla a mais uma vitória que possibilite dar continuidade aos programas traçados em prol do bem estar de todos.

Participaram do acto, militantes, simpatizantes, amigos do Mpla e membros do secretariado municipal e comunal do Mpla no Cubal. (Angop)

DEIXE UMA RESPOSTA