Belga-marroquino é suspeito de ter coordenado atentados de Paris e Bruxelas

Investigadores franceses identificaram Oussama Atar, um extremista belga-marroquino, como suspeito de ter coordenado a partir da Síria os atentados de Paris e Bruxelas (Afp)

Investigadores franceses identificaram Oussama Atar, um extremista belga-marroquino, como suspeito de ter coordenado a partir da Síria os atentados de Paris e Bruxelas, informaram nesta terça-feira fontes ligadas à investigação.

Oussama Atar, de 32 anos e supostamente membro do grupo Estado Islâmico, já estava vinculado aos ataques de Bruxelas de Março, mas agora foi relacionado aos atentados de Paris de 13 de Novembro de 2015.

“É o único coordenador a partir da Síria identificado até o momento”, afirmou uma das fontes. (Afp)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA