Barack Obama tem um novo admirador: Donald Trump

Donald Trump (AFP)

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, tem um novo fã: Donald Trump.

Depois de chamar durante meses Obama de um líder fracassado e sem preparo para ser presidente, o presidente eleito republicano encontrou palavras gentis nesta terça-feira para se referir ao homem que ele vai suceder na Casa Branca em 20 de Janeiro.

“Eu não sabia se eu iria gostar dele. Eu provavelmente pensei que talvez não fosse, mas eu gostei. Eu realmente gostei bastante dele”, afirmou Trump em entrevista para o New York Times.

Obama, um democrata, se encontrou com Trump no Salão Oval em 10 de Novembro, dois dias depois das eleições presidenciais. Josh Earnest, porta-voz da Casa Branca, afirmou mais cedo nesta terça que os dois haviam falado de novo desde então, citando o compromisso de Obama com uma transferência de poder tranquila, mas sem dar mais detalhes.

“Eu tive uma grande reunião com o presidente Obama”, disse Trump ao jornal. “Eu realmente gostei bastante dele.”

Obama, que também havia criticado Trump ao fazer campanha para a democrata Hillary Clinton, deixou claro que ele colocaria o rancor da campanha de lado para garantir uma transição tranquila de poder e proteger um pilar da democracia norte-americana.

Trump disse ao jornal que Obama falou para ele o que considerava os maiores problemas do país, sobre um problema em particular que o presidente eleito não mencionou, de acordo com os jornalistas do New York Times.

Trump, que prometeu desfazer uma série de iniciativas de Obama, pareceu conciliador em relação ao presidente cuja cidadania norte-americana ele por muito tempo questionou.

“Ele disse coisas muito agradáveis depois da reunião, e eu disse coisas muito agradáveis sobre ele”, afirmou Trump, segundo o jornal. (Reuters)

por Susan Heavey e Doina Chiacu

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA