Banco Sol aberto a iniciativas empreendedoras – PCA

Coutinho Nobre - PCA do Banco Sol (Foto: Joaquina Bento)

O Presidente do Conselho de Administração do Banco Sol, Coutinho Nobre Miguel, declarou hoje (terça-feira), no Kilamba Kiaxi, em Luanda que a instituição está aberta a apoiar todas as iniciativas empreendedoras no país.

Coutinho Miguel que falava na cerimónia de inauguração da dependência do banco junto do Centro de Prestação de Serviço do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP),do Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), afirmou que a instituição esta também aberta para apoiar cidadãos que queiram incrementar o seu negócio.

Disse que além de conceder o crédito, a instituição também aconselha os jovens para optar pelas vias mais rentáveis de acordo com as habilidades e aptidões de cada um.

“ Meus caríssimos jovens não tenham receio de se dirigir ao banco, mesmo quando não consigam honrar com os compromissos em tempo útil, devem se dirigir aos balcões, pois temos os nossos colaboradores sempre dispostos a cooperar convosco para restruturar o crédito e reforçar as garantias para assegurar a actividade, encorajou.

Muitas vezes, disse, ocorre que os jovens quando não conseguem honrar com os compromissos, desligam os telefones e desaparecem.

Pediu aos jovens que se dirijam aos balcões sempre que exista um incumprimento para indicar os caminhos adequados para que retomem e desenvolvam a actividade para criar uma relação de segurança com a instituição bancária.

Afirmou que não há nenhuma país do mundo que tenha alcançado o crescimento e o desenvolvimento sem acções de empreendedorismo inovador.

Informou que há seis anos que o banco tem estado a trabalhar em parceria com o Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social no quadro deste projecto denominado Empreendedorismo na Comunidade – Amigo Sol e tem resultados palpáveis, porque o país tem jovens inovadores, com grande capacidade de inovação e criatividade.

Considerou ser necessário aproveitar a habilidade dos s jovens para inseri-los no processo de produção, criando oportunidades de negócio para o desenvolvimento alternativo

O projecto consta do programa do banco para a redução da pobreza e combate ao desemprego. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA