Assange sobre ligação da Rússia com publicações do Wikileaks

(REUTERS/ Peter Nicholls)

Em entrevista exclusiva ao RT, Julian Assange falou sobre a suposta ligação da Rússia às publicações recentes do Wikileaks. Em conversa com o jornalista John Pilger, ele também chamou Hillary Clinton de “uma pessoa que está ser devorada por suas próprias ambições”.

O fundador do Wikileaks, Julian Assange, comentou, numa entrevista ao canal russo RT, as declarações do gabinete de Clinton de que a Rússia está tentar influenciar as eleições nos EUA e tem sido uma fonte do portal, que recentemente publicou milhares de e-mails de John Podesta, chefe da campanha eleitoral de Hillary Clinton.

“A equipe de Clinton conseguiu fazer surgir esta histeria neomacartista, que acusa a Rússia de tudo”, disse Assange.

“Hillary Clinton fez várias declarações falsas de que 17 agências de inteligência dos EUA descobriram que a Rússia teria sido a fonte das nossas publicações. Isso não é verdade”.

Julian Assange disse ainda que tem pena da candidata presidencial do Partido Democrata.

“Eu realmente tenho pena da Hillary Clinton, porque vejo nela uma pessoa que está ser devorada pelas suas próprias ambições. Ela sofre com isso até que começa a se sentir mal, mesmo a desmaiar, porque vai cada vez mais longe atrás das suas ambições.”

No início de outubro Julian Assange disse que pretende publicar, até o fim de 2016, “dados importantes” sobre os governos de três países e as eleições dos EUA. Depois disso, foram publicadas 25 partes da correspondência eletrônica de John Podesta, chefe da campanha eleitoral de Hillary Clinton. Foram revelados cerca de 42 mil e-mails e mais de 3 mil anexos. (Sputnik)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA