Zaire: Mais de mil metros quadrados livres de minas em Kinsimba

Acto de destruição de engenhos explosivos (arquivo) (Foto: Aurélio Segunda)

Uma área de mil e 965 metros quadrados foi desminada de Janeiro a Setembro deste ano na comuna de Kinsimba, município do Tomboco, província do Zaire, pelo Instituto Nacional de Desminagem (INAD).

A informação foi prestada hoje, sexta-feira, à Angop, na localidade, pelo responsável provincial do Instituto Nacional de Desminagem (INAD), Necreto Francisco, acrescentando que os trabalhos incidiram-se, fundamentalmente, nas linhas de fibra óptica e de transporte de energia de alta tensão da central do ciclo combinado do Soyo.

Informou que, de 2006 a 2016, o INAD na província desminou uma área de 165 milhões, 457 mil e 800 metros quadrados que perfazem aproximadamente 656 quilómetros de estrada.

Explicou que nesta empreitada foram limpos 976 quilómetros de linha da fibra óptica e realizados mil e 881 tarefas pontuais que culminaram com a remoção de mil e 534 minas antipessoal, 56 minas anti-tanque, 52 mil e 752 Usos, mil e 393 munições diversas e 211 outros engenhos explosivos não detonados.

O INAD no Zaire em parceria com a 9ª Brigada de Desminagem da Casa de Segurança da Presidência da República procederam nesta quinta-feira, na comuna de Kinsimba, município do Tomboco, a destruição de 135 engenhos explosivos não detonados diversos, incluindo minas.

O acto foi testemunhado pelo ministro da Assistência e Reinserção Social, Gonçalves Muandumba, que cumpre uma visita de trabalho de 24 horas à província, em companhia do governador do Zaire, José Joanes André.

O município do Tomboco dista 150 quilómetros da cidade de Mbanza Congo, sede provincial. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA