Unitel promove Feira da Saúde no Município do Cazenga

(UNITEL)

A Unitel organiza hoje no Município do Cazenga uma Feira da Saúde com o objectivo de contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população local através da promoção de hábitos de vida saudáveis.

O evento tem como lema: “A maior causa de morte em Angola precisa ser vencida…juntos Stop Malária“

Com entrada gratuita, a Feira de Saúde Unitel realizar-se-á na Mediateca do Cazenga, em simultâneo com um workshop de sensibilização no anfiteatro da mesma Instituição, onde serão abordados 6 temas de saúde por especialistas na matéria.

Com o intuito de contribuir para uma maior informação das comunidades no que toca aos temas relacionados com a Saúde, a Feira da Saúde Unitel permitirá à população local uma melhor educação de um conjunto de indicadores de saúde, frequentemente associados a diferentes tipos de patologias.

Desta forma, serão abordados na Feira da Saúde Unitel seis temas nomeadamente: Hipertensão Arterial seus males e medidas de prevenção, Prevenção e Gestão do HIV e Tuberculose, Importância e Benefício do Planeamento Familiar, Emergências Medicas, Importância da higiene e limpeza na prevenção de doenças e Prevenção e Tratamento de Cancro do colo do útero e da Próstata.

Constituindo-se como um contributo concreto da Unitel para a promoção da melhoria das condições de vida das comunidades, a Feira de Saúde Unitel no Município do Cazenga contará com a presença e participação de diversas instituições, nomeadamente: Governo Provincial de Luanda, Direcção Provincial da Saúde, INEMA, Direcção Provincial de Energias e Águas e Direcção Provincial da Protecção Civil e Bombeiros.

A Feira de Saúde Unitel na província de Luanda está integrada num projecto global da operadora em linha com a estratégia do Programa Nacional de Desenvolvimento Económico e Social de Angola, que visa, a promoção do desenvolvimento de estilos de vida saudáveis através da partilha de informação e prevenção de comportamentos de risco.

(nota de imprensa enviada à redacção do Portal de Angola com pedido de publicação)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA