Trabalhadores da ELISAL ameaçam entrar em greve

(Foto: Pedro Nicodemos)

Mais de 1000 trabalhadores da Elisal tencionam paralisar a actividade laboral, hoje, em reivindicação de melhores condições de trabalho. Os trabalhadores estarão concentrados na cede, Cazenga, segundo a comissão sindical.

Os funcionários da Elisal, que neste momento é responsável pela recolha de lixo naquele que já foi considerado o município mais populoso de Luanda, Cazenga, querem não só reclamar por melhores condições de trabalho, como também pressionar para que a direcção da empresa dialogue com a massa trabalhadora.

António Kudituassa, da comissão sindical da Elisal, em exclusivo a O PAÍS, declarou que os acordos assinados no passado entre os funcionários e a direcção não estão a ser cumpridos, facto que os leva a crer que paralisando poderão pressionar a direcção a dar-lhes ouvidos.

As condições de trabalho e a conversão de carreiras são alguns dos pressupostos dos acordos a que se referem, mas o que preocupa o grupo de trabalhadores neste momento é o facto de não conseguirem manter contacto com a comissão que actualmente gere a empresa, o que dificulta a negociação. (O Pais)

por Romão Brandão

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA