Samba pretende reactivar projecto de mães tutelares

Crianças do lar kuzola (Foto: Lucas Neto)

As autoridades administrativas do distrito da Samba, em Luanda, pretendem reactivar , nos próximos dias, o programa de mães tutelares para beneficiar as crianças em situação de vulnerabilidade.

O facto foi dado a conhecer hoje, terça-feira, à Angop pela responsável do Ministério da Assistência e Reinserção Social (MINARS) no distrito urbano da Samba, Maria da Conceição Sebastião.

A educadora social disse que a nível do distrito o projecto de mães tutelares encontra-se desactivado há mais de três anos, por não haver registo de crianças órfãos ou desamparas.

Mas por outro lado, explica haver necessidade de reactivar o projecto em auxilio dos lares de crianças abandonadas e para colmatar as necessidades de outros municípios ou distritos no que toca a implementação do projecto mães tutelares.

Afirmou que pretende-se aproveitar a nova gestão do distrito, tendo já iniciado o trabalho de sensibilização a nível das comunidades para posteriormente iniciar o programa de formação de novas parcerias do MINARS.

Quanto aos resultados obtidos desde a implementação do projecto, Maria da Conceição Sebastião afirma serem positivo e vantajosos, defendendo que quando bem desempenhada, a função de mães tutelares, a criança ganha afecto pelos membros da família, tem um meio onde ela se identifica, uma referencia maternal ou e paternal, situações diferentes das que encontra nos centros de acolhimento.

Informou que as direcções municipais do MINARS têm um programa de inspecção, onde avaliam a relação entre mães e filhos para que se iniba a prática de maus tratos contra às crianças. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA