Quedas de árvores e inundações nos distritos de Beja e Évora

Foram várias as ocorrências e os danos que o mau tempo provocou nos distritos de Beja e Évora (ANTÓNIO ARAÚJO/LUSA)

O vento forte e a chuva que caiu segunda-feira à noite nos distritos de Beja e de Évora provocaram quedas de árvores, que condicionaram o trânsito em algumas estradas e várias inundações.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja indicou à agência Lusa que foram registadas quedas de quatro árvores de grande porte na estrada entre Quintos e Salvada, no concelho de Beja.

Na Estrada Nacional 260, entre Serpa a Beja, ocorreram também várias quedas de árvores e muitos destroços caíram na via, numa extensão de três quilómetros, assim como na estrada que liga Mina de São Domingos, concelho de Mértola, a Serpa, foram registadas várias quedas de árvores, numa distância de alguns quilómetros, adiantou a mesma fonte.

Segundo o CDOS, até às 23h30 de segunda-feira, caíram ainda duas árvores nos concelhos de Vidigueira e Castro Verde e ocorreram cinco inundações em habitações, quatro em Beja e uma em Serpa.

Fonte da GNR disse à Lusa que nenhuma estrada esteve cortada ao trânsito devido às quedas de árvores, embora algumas tenham estado temporariamente com o trânsito condicionado.

No distrito de Évora, segundo o CDOS, registaram-se até cerca das 24h00 de segunda-feira dez inundações em habitações em vários concelhos, seis em Reguengos de Monsaraz, duas em Portel, uma no Alandroal e uma em Évora, tendo ainda ocorrido, no concelho de Reguengos de Monsaraz, uma queda de árvore e de um sinal de trânsito.

De acordo com fonte do CDOS de Portalegre, até às 23h30 de segunda-feira, não havia qualquer ocorrência provocada pelo mau tempo. (Observador)

por Lusa

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA