Preço da água e electricidade aumenta em Cabo Verde

(AFP Foto / Leo RAMIREZ)

Em Cabo Verde a electricidade e água fornecidas pela empresa Electra aumentam a partir de sexta-feira, respectivamente de 10,7% e 4,4%. Por seu turno, a empresa AEB aumentam de 25,6% no que diz respeito à electricidade e 6,6% à água.

Operadores turísticos e centrais sindicais surpresos com os aumentos substanciais das tarifas de água e electricidade.

Os operadores turísticos e as centrais sindicais foram apanhados de surpresa com os aumentos substanciais das tarifas de água e electricidade.

Em declarações à imprensa, o presidente da Câmara de Turismo de Cabo Verde, Gualberto do Rosário mostrou-se preocupado com o impacto que os aumentos têm nas unidades turísticas; “isto vai causar um problema às unidade turísticas que consomem água e energia, vão ser elas que vão suportar este aumento sem poder partilhar este custo com as demais empresas que cooperam na área turística”.

O secretário-geral da UNTC-CS, Júlio Ascensão Silva e presidente da CCSL, José Manuel Vaz estranham os aumentos dos preços da água e de electricidade e afirmam que poder de compra dos trabalhadores será ainda mais reduzida; “com esse aumento que vai levar certamente a outros aumentos por arrastamento, o poder de compra dos cabo-verdianos vai diminuir muito mais”.

Para diminuir os preços da electricidade e água, o Governo promete acelerar os projectos de energias renováveis e para mitigar os efeitos nas famílias que com maiores dificuldades promete avançar com a tarifa social.

Com os novos preços decretados pela Agencia de Regulação Económica na ilha da Boa Vista onde opera a empresa Agua e Energias de Boa Vista a electricidade aumentou 25.6 por cento e água 6, 36 por cento; nas outras ilhas a distribuição da água e electricidade é assegurada pela Electra – a electricidade subiu 10,7 Por cento e a água 4,4% mais pormenores com o nosso correspondente em Cabo Verde, Odair Santos. (Rfi)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA