Planeamento urbano considerado modelo de sustentabilidade

Arquitecto Torres Bunga (Foto: Pedro Parente)

O arquitecto Torres Bunga considerou nesta sexta-feira, em Luanda, pertinente a elaboração de planos urbanísticos sustentáveis, com vista à preservação do meio ambiente e bem-estar da população.

Em declarações à Angop a propósito do Dia Mundial do Habitat, que é celebrado anualmente na primeira segunda-feira do mês de Outubro, Torres Bunga sublinhou que espaços urbanos devem possuir os serviços que garantem o bem-estar da população local e os benefícios que a natureza oferece, como espaços verdes.

O arquitecto frisou que o país melhorou muito na componente habitacional e as autoridades trabalham na edificação das infra-estruturas, como de saneamento básico, espaços para lazer, drenagem, pavimentação, iluminação pública, dentre outros em beneficio da população.

“O planeamento urbano é sempre para melhoria da qualidade de vida da população porque ela determina as áreas em que poderão ser construídas as infra-estruturas sociais e contribui também para a estética da localidade”, salientou.

No quadro da efeméride, será ainda realizado neste dia (3 de Outubro), no anfiteatro António Martins da Cruz, da Universidade Lusíada de Angola, o XI Fórum de Arquitectura.

O Dia Mundial do Habitat é celebrado anualmente na primeira segunda-feira de Outubro, em todo o mundo. Foi designado oficialmente pela Organização das Nações Unidas em 1986.

O objectivo da data é permitir uma reflexão sobre o estado das cidades e do direito humano à moradia adequada, assim como lembrar ao mundo da sua responsabilidade colectiva sobre o habitat para às gerações futuras. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA