País africano multa petrolífera americana no valor cinco vezes maior do que o PIB do país

(REUTERS/ Emmanuel Braun)

O tribunal do Chade condenou a empresa norte-americana ExxonMobil ao pagamento de multa no valor de 74 biliões de dólares por sonegação de impostos.

A quantia da multa é cinco vezes maior do que o PIB do Chade, relata o Bloomberg.

A multa sofrida pela petrolífera, presente no Chade há 15 anos, supera os 61 biliões de dólares cobrados da empresa britânica BP por desastres ecológicos no Golfo do México em 2010 e é 70 vezes maior se comparada aos 977,5 milhões de dólares pagos pela própria ExxonMobil para recompensar os pescadores do Alaska por derramamento de petróleo na região em 1989.

Segundo Jeffery Atik, professor da Faculdade de Direito da Universidade Loyola da Califórnia, nos EUA, é “pouco provável” que o Chade receba toda a quantia pedida, pois “ninguém vai ajudá-lo a impor esta sentença”. Já Robert Amesterdão, especialista em direito internacional, destaca que esta “não é uma quantia realista” e o país Africano “nunca a cobrará”.

Em 2006, o presidente do Chade, Idriss Deby, acusou as empresas Chevron e Petronas de sonegar impostos, solicitando a saída delas no prazo de 24 horas. Ambas as empresas negaram as acusações e chegaram a um acordo com o Chade. Atualmente, o país passa por crise econômica relacionada ao declínio das receitas da indústria do petróleo e às práticas terroristas do grupo fundamentalista islâmico Boko Haram. (Sputnik)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA