PAIGC comunica sobre Acordos de Conacri

Domingos Simões Pereira, líder do PAIGC (www.facebook.com/dsimoespereira.paigc)

Na sua primeira conferência de imprensa após a assinatura na sexta-feira dos Acordos de Conacri, o Presidente do PAIGC evocou hoje a perspectiva da reintegração dos 15 deputados dissidentes na estrutura do partido, um dos pontos abrangidos nos acordos, como sendo um marco para a reconstituição da maioria absoluta do Partido no Parlamento.

Expressando-se sobre a escolha de um novo Primeiro-Ministro, Domingos Simões Pereira afirmou que esta figura já foi escolhida no quadro das negociações ocorridas na semana passada sob a égide do presidente da vizinha Guiné-Conacri em mediação pela CEDEAO, restando apenas o Presidente da República exercer as suas prerrogativas constitucionais para anunciar à Nação o seu nome.

Por sua vez, à sua chegada hoje no Aeroporto de Bissau, depois de ter mantido um encontro como seu homólogo português sobre a situação da Guiné-Bissau, o Presidente José Mário Vaz prometeu anunciar o nome do futuro Primeiro-ministro mas referiu que ainda antes de isso acontecer pretende conduzir auscultações com os partidos políticos de modo a ver o cenário político esclarecido ainda antes de quinta-feira, altura da tomada de posse do seu homólogo de Cabo Verde, país onde vai efectuar uma visita esta semana. Ao esboçar o roteiro dos próximos dias, José Mário Vaz argumentou que é necessário que o novo chefe do governo tenha apoio suficiente para poder fazer aprovar um orçamento de Estado no parlamento e recordou que para além do orçamento de 2017 ainda é necessário regularizar o orçamento do ano corrente. (Rfi)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA