PAICV escolhe presidente em eleições antecipadas

Janira Hopffer Almada, Presidente do PAICV (Voa)

Principal partido da oposição em Cabo Verde marca congresso extraordinário para Fevereiro de 2017.

O PAICV, principal partido da oposição em Cabo Verde, vai realizar um Congresso Extraordinário de 17 a 19 de Fevereiro de 2017 em que deverá consagrar o novo líder a ser escolhido pelos militantes em eleições antecipadas.

A decisão foi tomada neste domingo, 16, pelo Conselho Nacional do partido que esteve no poder de 2001 até Março passado e que perdeu, este ano as eleições legislativas e autárquicas para o MpD, e viu Jorge Carlos Fonseca, apoiado pelo partido no poder, reeleger-se como Presidente da República.

“Tudo indica que vão ser realizadas eleições antecipadas e que serão realizadas brevemente, muito embora o ‘timing’ ainda esteja em discussão”, disse a porta-voz do Conselho Nacional, Rosa Rocha, aos jornalistas no final da reunião.

Vários sectores e personalidades do PAICV defendem que o candidato que for a votos a presidente do partido seja conseguido por consenso, mas o Conselho Nacional não se pronunciou sobre o tema.

Até agora, fontes do partido garantem que a actual presidente, Janira Hoppfer Almada, que colocou o cargo à disposição depois das duas derrotas eleitorais, vai recandidatar-se.

Júlio Correia, antigo secretário-geral, já mostrou a sua disponibilidade e tem já preparada a sua candidatura à liderança do principal partido da oposição.

Depois de três vitórias nas legislativas de 2001, 2006 e 2011, sob a liderança e José Maria Neves, PAICV sofreu duas fortes derrotas este ano, conseguindo apenas 37 por cento dos votos nas legislativas e conquistado duas das 22 câmaras municipais.

O partido a Independência não apoiou nenhum candidato à eleição presidencial de 4 de Outubro ganha por Jorge Carlos Fonseca, com o apoio do MpD, no poder. (Voa)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA