Novo caso de falsa licenciatura. Demite-se chefe de gabinete de secretário de Estado

Nuno Félix (Nuno Ferreira Santos)

Nuno Félix, chefe de gabinete de secretário de Estado da Juventude do Desporto, não tem as licenciaturas que constavam do despacho de nomeação publicado em Diário da República.

Nuno Félix, chefe de gabinete do secretário de Estado da Juventude do Desporto, demitiu-se esta sexta-feira. É a segunda demissão no Governo esta semana.

Em causa, segundo noticia o Observador, está o facto de Nuno Félix ter mencionado, para o despacho de nomeação publicado em Diário da República, que possuía duas licenciaturas: uma em Ciências da Comunicação na Universidade Nova de Lisboa e outro em Direito na Universidade Autónoma de Lisboa. De acordo com o jornal ambas as instituições negaram esta situação.

A notícia foi entretanto confirmada pelo PÚBLICO junto do Ministério da Educação.

“O ministro da Educação foi hoje informado da decisão do Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, que aceitou o pedido de demissão do seu Chefe do Gabinete, na sequência da incorrecção detectada no despacho de nomeação assinado pelo ex-Secretário de Estado, e da qual teve agora conhecimento”, diz a nota enviada ao PÚBLICO.

“Este gabinete informa que o actual despacho de nomeação de Nuno Miguel de Aguiar Félix, publicado em Diário da República, tem a informação correcta de frequência do ensino superior”, acrescenta a mesma nota.

Isto é, o primeiro despacho, datado de Fevereiro deste ano, e assinado pelo anterior secretário de Estado João Wengorovius, dava conta dos dois cursos superiores de Nuno Félix. No entanto, em Junho, o documento foi corrigido informando apenas da “frequência” nas duas licenciaturas.

O Observador refere que o Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, tinha conhecimento do caso mas decidiu manter o chefe de gabinete em funções. João Wengorovius afirmou que pretendeu afastar Nuno Félix mas que foi o próprio Ministro da Educação que o impediu. No passado més de Abril, Wengorovius acabou por se demitir, por “estar em desacordo” com o ministro da Educação. Félix manteve-se no cargo.

Nuno Félix foi o dinamizador do projecto Famílias como as Nossas, que trouxe refugiados da Áustria para Portugal. (Publico)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA