Nobel da Economia para Oliver Hart e Bengt Holmström

(Euronews)

O Nobel da Economia foi, este ano, atribuído a Oliver Hart e Bengt Holmström.

Os dois economistas foram distinguidos pelos trabalhos em torno da “teoria do contrato”.

Ambos trabalham, atualmente, nos Estados Unidos: Oliver Hart, um americano de ascendência britânica, desenvolve os seus trabalhos na Universidade de Harvard, e o finlandês Bengt Holmström, no MIT.

Segundo o comunicado da Academia, “as novas ferramentas teóricas criadas por Hart e Holmström são preciosas para a compreensão dos contratos e das instituições da vida real, assim como das armadilhas na conceção de contratos”, já que “as economias modernas são baseadas em inúmeros contratos”.

Este galardão tem oficialmente o nome de “Prémio do Banco da Suécia para as Ciências Económicas em memória de Alfred Nobel” e é o único não previsto no testamento do inventor sueco da dinamite.

Foi instituído em 1968 pelo Banco central da Suécia e atribuído pela primeira vez no ano seguinte: 1969, ou seja, 68 anos após a atribuição dos primeiros (e “verdadeiros”) prémios Nobel: Medicina, Física, Química, Literatura e Paz. (Euronews)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA