Morte de vendedor de peixe desencadeia vaga de protestos em Marrocos

(Euronews)

A morte de um vendedor de peixe dá origem a um movimento de revolta nacional em Marrocos.

Milhares de pessoas manifestaram-se pacificamente este domingo em mais de 40 cidades do país com palavras de ordem contra a polícia e o governo.

De Rabat a Casablanca, de Marraquexe a Fez, os manifestantes denunciaram a morte de Mouchkine Fikri, triturado dentro de um camião do lixo, na sexta-feira, depois de ter tentado recuperar vários quilos de espadarte apreendidos pela polícia.

Os protestos decorreram no dia do funeral do homem de 31 anos, em Al-Hoceima, onde vivia, no norte do país.

O governo anunciou ter aberto um inquérito ao incidente, quando permanece sem apurar se a morte de Fikri teria sido um acidente, um suicídio ou um assassínio.

Entre os manifestantes, vários gritavam palavras de ordem para recordar Mohamed Bouazizi, o vendedor de fruta cuja morte tinha inflamado o movimento de protesto que levaria à queda do ditador tunisino. (Euronews)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA