Moçambique: País é dos Estados onde investimento em meninas de 10 anos mais resulta – ONU

Bandeira da ONU. (Foto: ANGOP)

Nova Iorque – Moçambique está entre os países onde o investimento nas meninas de 10 anos hoje proposto pela ONU pode resultar em maiores benefícios, revela um relatório.

No relatório sobre o “Estado da População Mundial”, divulgado nesta quinta-feira, o Fundo das Nações Unidas para a População (FNUAP) apela a um investimento nas meninas de 10 anos, argumentando que se este grupo de mais de 60 milhões tiver um futuro de prosperidade, todo o mundo ganhará, incluindo a economia.

Actualmente existem 125 milhões de crianças de 10 anos no mundo, das quais 60 milhões são meninas, que estão “sistematicamente em desvantagem” face os rapazes, alerta a ONU.

No relatório, a organização propõe 10 acções para investir nas meninas de 10 anos, melhorando a sua educação e saúde e proibindo práticas nefastas como o casamento antes dos 18 anos.

Faz depois um exercício: Simula como seria a vida de uma menina indiana de 10 anos, filha de agricultores, ao longo dos próximos 15 anos, com e sem esses investimentos.

A conclusão é que a menina em causa, uma personagem fictícia a quem os autores deram o nome de Gayatri, ganharia 4.464 euros se deixasse a escola antes de terminar o secundário e 9.386 se terminasse o ensino secundário – o que levaria a outros ganhos, como casar mais tarde, ter menos filhos, ter uma conta no banco, etc.

O dividendo (a diferença entre rendimentos totais da menina num e no outro cenário) é de 4.922 dólares em 15 anos, o equivalente a mais 328 dólares por ano (numa média que inclui os anos com e sem rendimentos).

Os autores do relatório escrevem que, entre as regiões em desenvolvimento, os maiores ganhos potenciais registam-se na África do Leste e do Sul, onde os rendimentos anuais entre 2016 e 2031 poderão alcançar ou exceder o PIB per capita.

“Este poderia ser o caso de Moçambique e da República Centro Africana”, lê-se no documento.

Uma menina como Gayatri em Moçambique, país onde existem actualmente 396 mil raparigas de 10 anos, ganharia 7.920 dólares sem investimentos, mas se tivesse os apoios certos poderia ganhar 16.653, ou seja, mais 8.733 dólares em 15 anos (582 dólares por ano, quase tanto como o PIB per capita do país, de cerca de 600 dólares). (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA