Ministro alemão diz que período actual é ‘mais perigoso’ que Guerra Fria

Frank-Walter Steinmeier (AFP)

O período actual é “mais perigoso” que a Guerra Fria, declarou neste sábado o chefe da diplomacia alemã, Frank-Walter Steinmeier, ao jornal Bild, em alusão à tensão cada vez maior entre Estados Unidos e Rússia.

“É uma ilusão pensar que se trata da antiga Guerra Fria. A época actual é diferente, mais perigosa”, declarou o ministro alemão de Relações Exteriores ao jornal mais lido do país.

“O risco de um confronto militar é considerável”, advertiu o ex-diplomata alemão Wolfgang Ischinger, que foi enviado especial da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE) para a Ucrânia, citado no mesmo artigo.

“Este risco nunca foi tão grande em décadas e a confiança entre o Oeste e o Leste nunca foi tão frágil”, reiterou.

Os Estados Unidos, que suspenderam no início da semana as negociações com a Rússia sobre o cessar-fogo na Síria, acusou na sexta-feira Moscovo e Damasco de “crimes de guerra” na cidade de Aleppo.

As relações entre as duas grandes potências tem se deteriorado desde o fracasso da trégua impulsionada pelos dois países em Setembro e que durou apenas uma semana.

O Conselho de Segurança da ONU tem que examinar neste sábado dois textos para instaurar um cessar-fogo em Aleppo, intensamente bombardeada pelo regime sírio e seu aliado russo.

A guerra na Síria deixou mais de 300.000 mortos desde que começou com protestos pacíficos duramente reprimidos em 2011. (Afp)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA