Ministra do Urbanismo participa na conferência Habitat III

Ministra do Urbanismo e Habitação, Branca do Espírito Santo (Foto: Angop)

Uma delegação angolana irá participar de 17 a 21 de Outubro próximo, na cidade do Quito (Equador), da 3ª Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Urbano Sustentável (Habitat III).

A delegação angolana será chefiada pela ministra do Urbanismo e Habitação, Branca Manuel da Costa Neto do Espírito Santo, e integrada por representantes dos ministérios da Administração do Território, da Justiça, da Família e Promoção da Mulher, directores nacionais do Ministério do Urbanismo e Habitação e dos institutos por si tutelados.

A conferência, conduzida pelo Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (UN-HABITAT) contará com a presença de Chefes de Estado e de Governos, ministros, autoridades locais e regionais, organizações da sociedade civil, representantes do sector privado, da comunidade técnica e académica, de organizações da sociedade civil, entre outros actores interessados na problemática das políticas urbanas e de habitação.

O evento vai definir os compromissos para a Nova Agenda Urbana que vai dirigir as realizações da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, especialmente o objectivo 11 – tornar as cidades e assentamentos humanos mais inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis, e estabelecer um novo mandato e plano de acção para o UN-Habitat.

O evento propõe-se em reafirmar o compromisso no trabalho com as autoridades locais para fomentar a coesão social, estimular a inovação, o emprego e assegurar a sustentabilidade ambiental.

Para a Conferência Habitat III, foram realizadas, entre outros eventos temáticos globais e regionais, três sessões preparatórias, concretamente em Setembro de 2014, em Nova Iorque (EUA), em Abril de 2015 em Nairobi (Quénia), e em Julho de 2016, na cidade de Surabaya (Indonésia).

A primeira Conferência das Nações Unidas sobre os Assentamentos Humanos (Habitat I) realizou-se em Vancouver, na República do Canadá, em 1976, e constituiu-se no primeiro pilar do compromisso global dos Estados para a melhoria de vida de milhões de habitantes, em zonas urbanas.

A segunda Conferência das Nações Unidas sobre os Assentamentos Humanos ocorreu em 1996, em Istambul, Turquia, onde foi estabelecida a Agenda Habitat II, cujas metas universais foram assentes na garantia de habitação adequada para todos, assentamentos humanos mais seguros, contribuições de mulheres e grupos sociais vulneráveis e cidades mais saudáveis e habitáveis. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA