Manchester United: Mourinho indignado com fugas de informação

(Foto: D.R.)
José Mourinho estará decidido a identificar a origem das fugas de informação do balneário do Manchester United.

O `Sun on Sunday´ alega ter tido acesso a uma mensagem escrita de telemóvel com o onze escolhido pelo treinador português para o jogo da Liga Europa com o Zorya, no passado dia 29 de setembro, três horas antes do pontapé de saída.

«Mourinho está furioso depois de descobrir que está a ser traído por alguém do clube», disse uma fonte àquele jornal. (abola)

Mourinho explica «problema» com Rooney
As recentes críticas da Imprensa inglesa ao rendimento de Wayne Rooney serviram de mote para reparo de José Mourinho à indústria do futebol em terras de Sua Majestade.

«Neste país, constroem figuras com a mesma facilidade que as destroem. Acontece com todos, faz parte da vossa natureza. Voltam a construir e destroem novamente», argumentou o treinador português, em declarações à Sky Sports.

«Rooney está a jogar pelo sucesso dele. Teve tantos êxitos ao longo da carreira, elevou as expectativas de tal forma, que agora exigem-lhe que esteja ao melhor nível em todos os jogos. Para mim, isso é um problema», referiu Mourinho.

«Não nasci adepto do FC Porto…» – Mourinho
O treinador do Manchester United garantiu que vai dar tudo para deixar a sua marca em Old Trafford e entrar na história do clube.

«É o sucesso que cria empatia entre os adeptos e os treinadores. Tenho três anos de contrato com o Manchester United e, se no final desse período, não conquistar um único título vão dizer que não sentem nada de especial em relação a mim», disse em conferência de imprensa, recordando como conseguiu criar laços nos adeptos do anterior clube, o Chelsea:

– O Chelsea ganhou quatro Premier Leagues na sua história. Três foram comigo, outra foi com uma equipa que deixei para trás. Levei o clube a finais, por isso, há uma ligação (com os adeptos) baseada em empatia mas construída em cima de sucessos.

Apesar dessa ligação aos adeptos do Chelsea, que não se perdeu com os maus resultados que levaram à saída do clube, Mourinho assegurou que dará tudo para vencer, domingo, no regresso a Stamford Bridge, agora como treinador do Manchester United.

«Amei todos os clubes onde trabalhei. Tenho um coração profissional que me deixa ligado ao clube a 100 por cento. Quando estava em Portugal, não nasci um adepto do FC Porto mas dei a minha vida pelo clube. Também dei a minha vida pelo Real Madrid, pelo Inter de Milão e pelo Chelsea. Agora, a minha vida é o United. A minha natureza profissional é assim. Estou a 100 por cento no clube», rematou. (abola)

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA