Lunda Sul: Apreendidos quatro camiões que transportavam madeira ilegal

Madeira (Foto: Angop/Arquivo)

Quatro camiões que transportavam ilegalmente madeira em touros foram apreendidos pelos serviços provinciais da Lunda Sul do Instituto de Desenvolvimento Florestal em colaboração com a Polícia Nacional, informou quarta-feira, à Angop, o responsável do IDF, na região, Afonso Maquecha.

Segundo a fonte, os caminhões com 331 touros de madeira cada, pertencem as empresas autorizadas a explorar madeira nos municípios do Dala e Muconda, mas transportavam o produto sem documentação que os habilite a esta prática, uma vez que o período de exploração terminou em Setembro.

“O período de exploração da madeira teve inicio em Maio e terminou a 30 de Setembro, após este periodo, já não se pode transportar o produto, excepto aquelas empresas que ainda têm madeira já cortada na sua área e por razões várias não foi possível escoar atempadamente para o destino final.

Maquecha sublinhou que a madeira esta confiscada a favor do Estado e será entregue a Procuradoria provincial da Lunda Sul, que irá exarar um despacho, para o produto ser comercializado a leilão e os valores arrecadados serão depositados na conta geral do Estado. (Agt).

De acordo com o responsável, segundo a lei, as empresas devem comunicar o Idf dez dias antes do encerramento da exploração, que ainda dispõem do produto, para deslocar uma equipa no local, afim de certificar-se, contar a quantidade existente, fazer um documento dirigido ao chefe de departamento provincial do IDF a solicitar o certificando de Instancia, documento este que habilita a dar sequência da evacuação do seu produto.

Quanto a reposição das árvores, fez saber que muitas empresas exploradoras da madeira preferem pagar uma taxa, que é permitida por lei, ao em vez de fazer o repovoamento florestal.
Apelou os exploradores no sentido de respeitarem as leis que regulam a exploração de madeira, cumprindo o estabelecido, por formas a não criarem transtornos nas suas actividades.

O departamento provincial do Instituto de Desenvolvimento Florestal na Lunda Sul controla 14 empresas autorizadas a explorarem madeira. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA