Lápide de Shimon Peres é inaugurada em Jerusalém

A cerimônia contou com a presença, entre outros, do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu (Afp)

A lápide do túmulo do ex-presidente israelita Shimon Peres, falecido no mês passado, aos 93 anos, foi inaugurada nesta sexta-feira, durante uma cerimónia oficial no cemitério nacional do monte Herzl, em Jerusalém.

A cerimónia contou com a presença, entre outros, do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e do presidente Reuven Rivlin.

A inauguração da lápide é um ritual judaico feito ao menos 30 dias depois do falecimento. Na presença de dirigentes do mundo inteiro, Shimon Peres foi enterrado em 30 de Setembro, dois dias depois de sua morte após um acidente vascular cerebral.

Em sua lápide estão inscritas várias frases, entre elas um versículo do livro de Isaías, símbolo da busca pela paz de Peres: “Ele será juiz de numerosas nações e árbitro de povos longínquos e poderosos (…) Um povo não levantará mais a espada contra outro, e não aprenderão mais a fazer guerra”.

Sobre a lápide também é possível ler uma citação do livro do fundador de Israel, David Ben Gurion, e o trecho de um texto do poeta israelita Nahman Bialik.

A biografia de Peres, gravada ao lado do túmulo, lembra seus múltiplos cargos políticos e seu papel na construção do reactor nuclear de Dimona, além de seu “árduo trabalho para promover os tratados de paz entre Israel e seus vizinhos”. (Afp)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA