Iraque lança “batalha final” para retomar Mossul ao grupo Estado Islâmico

(Euronews)

O primeiro-ministro iraquiano anunciou esta noite ter lançado a operação para retomar a cidade de Mossul ao grupo Estado Islâmico (EI).

“A hora zero começou”, afirmou Haider al-Abadi, durante um discurso televisivo. “Chegou o tempo da vitória e das operações para libertar Mossul”, declarou Abadi que se dirigiu aos habitantes da cidade, “declaro o início das operações vitoriosas para libertar-vos da violência e do terrorismo do EI”.

O primeiro-ministro iraquiano garantiu também que, “apenas as forças do exército e a polícia vão entrar dentro da cidade para libertá-la”.

As forças iraquianas, apoiadas por milícias sunitas, as tropas do Curdistão iraquiano e a aviação norte-americana iniciaram a primeira fase da operação com o bombardeamento maciço da cidade.

A ofensiva deverá ser levada a cabo em três frentes, a sul, norte e leste da cidade, deixando aberta a frente leste, que conduz à Síria.

Fontes no terreno afirmam que o grupo Estado Islâmico teria colocado blocos de cimento e armadilhado os principais acessos da cidade para evitar a saída dos habitantes, que poderão ser utilizados como escudos humanos pelos combatentes islamitas.

O Secretário da Defesa norte-americano, Ash Carter, afirmou esta madrugada que os EUA, “estão prontos a apoiar o exército iraquiano e os combatentes Peshmerga e o povo do Iraque neste combate difícil”.

A cidade de Mossul foi ocupada pelos extremistas em Junho de 2014, sendo atualmente a maior localidade do país controlada pelo EI, após a derrota do grupo em Faluja em Junho deste ano. (Euronews)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA