Ilha do Príncipe: chuvas causam enormes danos

(AFP PHOTO/ Peter BUSOMOKE)

Chuvas torrenciais causam enormes danos materiais na Ilha do Príncipe, devido a inundações e desabamento de terras, que destruíram habitações e deixaram a população em pânico.

A Ilha do Príncipe foi assolada esta terça-feira (18/10) por chuvas torrenciais que fizeram transbordar o caudal do Rio Papagaio, que atravessa a capital regional Santo António, tendo causado inundações, desabamento de terras e de casas e cortes de energia.

O presidente do governo da região autónoma do Príncipe José Cassandra “Tozé” está ausente do país, pelo que se aguarda o seu regresso, para que o governo regional se reúna, para pedir que seja decretado o “estado de calamidade natural” na ilha, bem como pedir ajuda ao governo de São Tomé e à comunidade internacional.

Os danos materiais são “enormes’ afirma Silvino Palmer, secretário regional para a economia, que refere que “é recorrente entre Outubro e Novembro as chuvadas são muito fortes…destruíram casas, a população perdeu os seus bens, o hospital foi inundado, medicamentos equipamentos atingidos… [a chuva] afectou o padrão de vida que algumas pessoas já tinham”.

Há 40 anos que não chovia assim na ilha, a “5 de Outubro de 1973 foi muito mais dramático”, mas como o país está com dificuldades económicas Silvino Palmer admite que a “ajuda por parte do governo central é complicada”. (Rfi)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA