Huíla: Responsável recomenda o uso regular do sal iodisado

Hospital municipal da Matala na província da Huíla (Foto: Pedro Parente)

A supervisora municipal do Programa de Nutrição na Matala, província da Huíla, Florença Cambamgula, aconselhou hoje, quarta-feira, às famílias da circunscrição a usarem regularmente o sal com iodo, de forma a prevenir doenças como o bócio.

A responsável falava a propósito do Dia Mundial de Pessoas com Carência de Iodo, assinalado sexta-feira (19 de Outubro), afirmando que a falta desta substância no organismo é um problema de saúde pública e pode causar lesões celebrais e atraso mental nas crianças.

Florença Cambamgula disse que a melhor forma de se prevenir o aparecimento das doenças causadas por falta de iodo é através do seu consumo regular.

A médica aconselha a população à continuar a consumir sal com iodo, verificando sempre as datas de validade das embalagens.

O hospital municipal da Matala atende uma média de 20 casos de bócio por mês. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA