Huíla: Autoridades defendem mais incentivo à produção

Huíla: Virgílio Jorge - soba (Foto: José Filipe)

As autoridades tradicionais representadas na Associação Angolana de Autoridades Tradicionais (ASSAT) defendem maior incentivo às comunidades rurais, tendo em vista o aumento da produção agrícola e a diversificação da economia em curso no país.

Segundo o presidente da ASSAT, Virgílio Mendes Jorge, que falava à Angop, as famílias rurais são as que mais produzem, mas ainda assim é insuficiente para cobrir as necessidades.

Ao dirigir-se aos sobas durante um encontro que serviu para proclamação de uma representação da agremiação na Huíla, o soba destacou a importância das comunidades rurais na produção agrícola e pecuária.

Entre os objectivos da ASSAT está a edificação de projectos de criação de animais para produção de carne e leite.

A Associação Angolana de Autoridades Tradicionais fundada em 10 de Maio de 2003 controla 41 mil e 900 membros ao nível do país. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA