Huambo: “Outubro Rosa” recolhe assinaturas para Núcleo de Oncologia

Logotipo do "Outubro Rosa" (Foto: Angop/Arquivo)

As jornadas mundiais sobre o cancro da mama, denominadas “Outubro Rosa”, que decorrem desde o passado dia 01, estão a ser marcadas, na província do Huambo, pela recolha de assinaturas para a constituição do Núcleo local de Oncologia.

A informação foi prestada hoje, em declarações à Angop, pela coordenadora provincial das doenças crónicas, Lourdes Garcia, tendo referido que a intenção é influenciar o governo local no sentido de constar nas suas prioridades a efectivação do projecto como uma das valências fundamentais no combate à doença.

Disse que prevê-se, até ao dia 31, a recolha de mais de mil assinaturas para a constituição do núcleo, cujo objectivo será de prevenir e tratar a cancro da mama, assim como outras doenças relacionadas.

Por outro lado, fez saber que em termos de recursos humano, a província dispõe de quadros qualificados, entre os quais um oncologista, igual número de mastologistas, psiconlogista e enfermeiros com formação no rastreio de cancro da mama.

Por este motivo, apontou a falta daquele organismo, como sendo a principal dificuldade no tratamento das doenças na região, em função das insuficiências do hospital central, neste domínio.

Neste contexto, informou que apenas pacientes em estado avançados têm sido assistido com intervenções cirúrgicas, mas sem o divido acompanhamento.

“O cancro da mama é uma doença muito complexa que exige, entre outros mecanismos, um acompanhamento dos pacientes em tratamento”, esclareceu.

Referiu que para mitigar a situação, esforços têm sido envidados na vertente preventiva, com a criação de equipas em algumas unidades sanitárias dos municípios do Huambo, Bailundo, Londuimbali e Chicala Cholohanga (centros das regiões, sul, leste, norte e oeste da província), para o rastreio da doença.

As jornadas Outubro Rosa, que terminam dia 31, decorrem sobre o lema, “cancro da mama pode ser combatido, o diagnóstico precoce aumenta essa chance”.

O programa prevê a realização de uma caminhada e actividades desportivas, com objectivo de motivar os cidadãos a pratica exercícios físicos.

A realização de palestras sobre as causas e medidas de combate à doença, bem como uma “pedalada solidária”, com apoio do Núcleo de Ciclismo constam também da agenda das jornadas. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA